Guia irationline.com.br - Descubra os melhores locais de Irati.

 

ALVORADA CONTABILIDADE - ESCRITÓRIO CONTÁBIL

 

Serralheria e Vidraçaria BINTCHO

 

Massagens Irati

 

Chaveiro Cristo Rei

 

Malik Jóias

 

PANKA CORRETORA DE SEGUROS

 

 

Sabor & Sade -Produtos naturais

 

Vacina Febre Amarela chegou a 91 por cento em menores de um ano em Irati

 

Publicado em 27/02/2019

 

A vacina contra a Febre Amarela em menores de um ano de idade, em Irati, no ano de 2018, chegou a 91,38%. Os dados são do Ministério da Saúde e apontam baixo índice de cobertura no município nesta faixa etária, ficando abaixo do patamar mínimo determinado pelo órgão, que é de 95%.

A vacina da Febre Amarela é indicada para a faixa etária de 9 meses a 59 anos 11 meses e 29 dias, mas o controle de vacinação do Ministério da Saúde restringe-se ao acompanhamento específico dos menores de um ano.

"A vacina contra a Febre Amarela é aplicada uma dose na vida. Por isso é muito importante verificar se na carteira de vacinação da pessoa há o registro desta vacina. Quem não tem certeza se já foi vacinado, ou não possui a carteirinha, deve procurar a sua Unidade de Saúde onde recebeu as vacinas, a fim de buscar a segunda via do registro. Caso não encontre, é administrada uma nova dose. Sempre reforçamos a necessidade de as pessoas entenderem que a Carteira de Vacinação é um documento e, portanto, deve ser guardado em local seguro, e principalmente onde a pessoa lembre onde está na hora que precisar", frisa a enfermeira Denise Homiak Fernandes, da Vigilância Epidemiológica de Irati.

Alerta

No final de janeiro, a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, através do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), emitiu um Alerta Epidemiológico, recomendando seguir as orientações de busca ativa a não vacinados contra a Febre Amarela, a fim de intensificação de cobertura vacinal.

Este alerta deveu-se a estarmos vivendo a maior epidemia de Febre Amarela Silvestre registrada no País, e a entrada do vírus no Paraná, sendo que em janeiro desse ano foram confirmados os primeiros casos, tanto em macacos (epizootia), quanto em humanos (febre amarela silvestre) no município de Antonina. Há ainda a recente confirmação de casos humanos nos municípios do Vale do Ribeira (Eldorado, Iporanga, Jacupiranga e Cananeia), região fronteiriça com Paraná.

Até a semana passada, no Paraná, quatro casos já eram confirmados. Além do primeiro registro em Antonina, houve dois em Adrianópolis e o mais recente, em Campina Grande do Sul, ambos municípios que fazem parte da Região Metropolitana de Curitiba.

Transmissão

Existem duas formas de transmissão: Febre Amarela Silvestre, onde o mosquito pica o macaco infectado, e depois pica o homem, transmitindo a doença. E a Febre Amarela Urbana, onde o mosquito pica um homem infectado, e depois pica outro homem. Não existe a transmissão direta entre humanos, e o mosquito vetor é o Aedes aegypti, o mesmo que transmite a Dengue, Zika e Chikungunya.

80% dos casos confirmados têm ocorrido em homens, com média de idade de 45 anos, que adentram em áreas rurais, rios e matas, portanto, de difícil acesso. O risco de morte pode chegar a 50% nos casos graves da doença.

Em razão disso, foi recomendada a busca ativa a não vacinados, com prioridade à população de maior risco, ou seja, moradores e trabalhadores de áreas rurais, onde há circulação de macacos. Também integra as medidas a convocação da população não vacinada às unidades de saúde para se imunizarem contra a febre amarela, respeitando-se as recomendações de faixa etária e as contraindicações.

A vacina da Febre Amarela é contraindicada para gestantes, mulheres que estejam amamentando crianças de até seis meses, imunodeprimidos, transplantados, pacientes recebendo quimioterapia, com histórico de doença do timo, lúpus ou artrite reumatoide.

As medidas necessárias de proteção individual àqueles que tenham contraindicações à imunização são o uso de repelentes, roupas de manga longa, evitar o deslocamento a áreas de risco como parques, rios, áreas de mata e ecoturismo.

Disponibilidade da vacina da Febre Amarela na área urbana

Na Equipe Saúde da Família (ESF) Ademar Vieira de Araújo, a escala da vacina é toda quarta-feira, pela manhã e à tarde.

Na ESF do Rio Bonito, todas as segundas-feiras e quintas-feiras, pela manhã e à tarde.

Na ESF da Vila São João, a vacina é disponibilizada toda quarta-feira, pela manhã e à tarde.

Na Unidade Básica de Saúde da Lagoa, a vacina está disponível todas as terças-feiras, pela manhã e à tarde.

E no Ambulatório da Secretaria Municipal de Saúde, que está funcionando temporariamente na Casa de Apoio a Gestante, a escala da vacina é toda tarde de terça-feira, e manhã e tarde de sexta-feira.

No interior

A vacina contra a Febre Amarela também é disponibilizada no interior do município.

Na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Pinho de Baixo, toda última terça-feira de cada mês.

Na UBS do Riozinho, na terceira quinta-feira do mês.

Na Equipe Saúde da Família (ESF) de Engenheiro Gutierrez, na primeira e terceira quarta-feira de cada mês.

Na ESF de Guamirim, na quarta segunda-feira do mês e na ESF de Gonçalves Junior, na 4ª quarta-feira do mês.

Para mais informações, o telefone do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Irati é 3907 3155.

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 

Carne artificial cientistas britânicos que estão criando bacon em laboratório

 

Cientistas britânicos da Universidade de Bath estão dando novos passos em direção à produção de carne artificial, com o cultivo em laboratório de células animais. Se o processo puder ser reproduzido em escala industrial, é poss...

 

Pubicada em: 20/03/2019

O CIEE PR OFERECE AS SEGUINTES VAGAS DE ESTÁGIO

 

O CIEE/PR OFERECE AS SEGUINTES VAGAS DE ESTÁGIO REMUNERADO, PARA IRATI E REGIÃO: IRATI: - 05 vagas de estágio para estudantes de Ensino Médio noturno; - 03 vagas de estágio para estudantes de Ensino Médio matutino; - 01 vaga de ...

 

Pubicada em: 19/03/2019

Reunião sobre o Aedes aegypti acontece no CAM

 

No amanhã de hoje (15), aconteceu importante reunião sobre os focos do Aedes aegypti que foram constatados em Irati e discutidas estratégias para combater esta perigosa proliferação de criadouros do mosquito. O evento, que aconteceu no...

 

Pubicada em: 15/03/2019

 

Copyright © 2015 powered by Portal irationline - Todos os direitos reservados.